quinta-feira, novembro 19, 2009

VOZES DE VILLA - CONCERTOS COMEMORATIVOS AO ANO VILLA-LOBOS

Fonte da imagem: http://www.jornallivre.com.br/171269/biografia-de-heitor-villa-lobos.html


Reserve em sua agenda às seguintes datas para prestigiar o Comunicantus: Laboratório Coral nas apresentações dos coros em comemoração ao ano Villa-Lobos.

Os concertos serão realizados nos dias 25 e 26 de novembro às 20hs no Grande Auditório do MASP – Museu de Arte de São Paulo (Av. Paulista, 1578)

Vozes de Villa

Nossa principal homenagem a Villa-Lobos não é a inclusão de suas obras, hoje parte do repertório internacional de grandes coros, nem uma retomada de sua trajetória histórica, o que tem sido feito nas inúmeras publicações no Brasil e no exterior, além de filmes e reportagens, nem tampouco um balanço de sua influência na cultura brasileira, tema de tantas discussões artísticas e acadêmicas.

Viemos para esta homenagem com o que temos de mais simples – nossas vozes – e, ao mesmo tempo, com uma mostra da variedade de perfis corais em nosso ambiente universitário atual. As Vozes de Villa, neste sentido, somos todos nós que praticamos o canto coral.

O repertório escolhido traz, obviamente, algumas obras de Villa-Lobos: um exemplo do Guia Prático, obra didática que serviu aos cursos de canto orfeônico e à atividade coral amadora das últimas décadas e dois arranjos corais simples sobre melodias de Villa-Lobos, a modinha arranjada por Aricó Jr. e a melodia do Trenzinho do Caipira, que ganhou vida própria em inúmeros arranjos, como este que apresentamos, feito por um de nossos alunos como parte da atividade didática no Comunicantus. Como exemplo da obra religiosa coral, O Coral da ECA apresenta partes de Bendita Sabedoria, obra de grande densidade, intensidade e beleza.

Mas os coros que se apresentam em Vozes de Villa trazem outros repertórios. O Coral Escola Comunicantus, em sua trajetória como espaço de formação de coralistas e regentes, abordou este ano alguns exemplos do repertório coral barroco, que era tão caro a Villa-Lobos, tanto como repertório artístico como em sua função didática.

Os arranjos corais, praticados em larga escala por Villa-Lobos, conquistaram cada vez mais espaço e se tornaram o núcleo principal de repertório dos coros amadores no Brasil. As canções conhecidas pelos meios de comunicação e as canções tradicionais brasileiras, muitas associadas à infância, são a matéria prima dos arranjos corais para as mais diversas formações. Muitas vezes são feitos pelos próprios regentes, num esforço de adaptação de uma canção conhecida para o meio de expressão coral, que possui características próprias do conjunto de vozes.

Trazemos também obras do repertório brasileiro e internacional criadas por compositores eruditos que se dedicaram não apenas ao Canto Coral. O exemplo das canções tradicionais retorna com Vaughan Williams, contemporâneo de Villa-Lobos. Alguns diálogos com o passado são estabelecidos, como a presença de Alberto Nepomuceno, outro mestre a ser constantemente lembrado. São parte de uma história longa e uma dinâmica constante entre transformações e permanências que têm feito do canto coral uma prática musical largamente praticada, nos mais variados lugares.

No Brasil, sem dúvida, Villa-Lobos foi um dos maiores compositores e grande incentivador da atividade coral. Cantar foi nossa maneira de homenageá-lo.


Susana Cecília Igayara

Professora de Repertório Coral / Departamento de Música da ECA-USP



25/11

Coral Escola Comunicantus. Regentes: Caiti Hauck, Filipe Fonseca, Márcio Ocon, Nicolás Salaberry, Fred Teixeira, Thiago Tavares. Programa: Homenagem a Villa-Lobos: repertório barroco e canções populares.

Coral da 3ª Idade da USP. Regentes: Eliézer Felipe, Isaac Terceros, Márcio Ocon, Fred Teixeira, Rodrigo Báez, Thiago Tavares. Programa: obras sacras e canções populares. Coordenação e Supervisão dos coros do Comunicantus: Marco Antonio da Silva Ramos e Susana Cecília Igayara.


CoralUSP XI de Agosto. Regente: Eduardo Fernandes. Programa: A Vanguarda Paulista dos anos 80.



26/11

Homenagem a Villa-Lobos e inauguração do Projeto Magister Musicae na USP (solenidade de assinatura do convênio entre a ECA-USP e a Fundação Albéniz, de Madrid)

Studio Coral – Vozes Femininas. Regente: Marco Antonio da Silva Ramos. Preparação Vocal: Susana Cecília Igayara. Piano: Israel Andrade. Programa: Homenagem a Villa-Lobos: Música brasileira e música ibérica.


Coral da ECA-USP. Regente: Marco Antonio da Silva Ramos. Programa: Calixto Álvares: Lacrimosa. Villa-Lobos: Bendita Sabedoria.



Contamos com a sua presença!
Ingressos (R$8,00 e R$4,00) estão à venda na bilheteria do MASP das 11hs às 17hs (exceto segunda-feira)


Programas dos Coros: