quarta-feira, abril 18, 2018

Seminário de pesquisa em andamento - "Arranjadores brasileiros e processos de hibridação em canto coral", com Carolina Andrade

Na quarta-feira, dia 25 de abril, a doutoranda Carolina Andrade apresentará um seminário a respeito de sua pesquisa de mestrado, já concluída. O evento acontece das 15:00 às 16:45, na sala 14A do Departamento de Música da ECA-USP.

O seminário tem como tema a pesquisa de pós-graduação de Carolina que se propõe a investigar, identificar e analisar as práticas do regente-arranjador desde a concepção do arranjo até sua performance, passando pela escolha do repertório, dos procedimentos e das técnicas de escrita e práticas de ensaios. No evento do dia 25, o foco é a discussão e a análise de processos de hibridação em arranjos corais. Com base nos conceitos de Burke (2003) e Canclini (2003), o arranjo coral é visto como um produto híbrido, como um novo objeto, e sua execução como uma nova prática. O arranjador torna-se, então, um intermediador de dois conjuntos culturais, a canção popular e as práticas corais. Confrontando gravações da canção original com a partitura do arranjo coral e a gravação de sua execução, serão demonstrados alguns dos processos de hibridação utilizados por arranjadores brasileiros nos arranjos das canções “Fantasia”, “She’s leaving home”, “Acalanto” e “O mar”.



Sobre Carolina Andrade:
Violonista, regente coral, arranjadora e professora. É doutoranda em Música pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Mestra em Música (2017) e Licenciada em Educação Artística com Habilitação em Música pela mesma universidade (2014), tendo sido bolsista do Programa de Aperfeiçoamento de Ensino e do Programa Aprender com Cultura e Extensão. Desde 2012 integra a equipe de regentes do Coral Escola Comunicantus. Em duo com a cantora Giulia Faria, desenvolve desde 2015 o projeto “Volver a Latinoamérica”.