quinta-feira, novembro 25, 2010

Programação do Festival Comunicantus 2010

FESTIVAL COMUNICANTUS DE CORAIS 2010

Clique para ampliar


PROGRAMAÇÃO GERAL

2 e 3 de dezembro, às 20:30
4 de dezembro, às 19:30

MASP Museu de Arte de São Paulo
Grande Auditório
Av. Paulista, 1578


Coros participantes e datas de apresentação no Festival Comunicantus 2010

Clique para ampliar

Ingressos na bilheteria do MASP.

sexta-feira, novembro 19, 2010

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Sensei




Tamie Kitahara
Nascida no Japão, Tamie estudou koto e shamisen desde criança. Em 1996 recebeu o titulo de mestre da escola Seiha do Japão, com o nome artístico de Utahito. Desde então dedica-se a formação de alunos, principalmente crianças e jovens. É presidente do grupo Seiha Brasil de Koto e tem realizado colaborações com diversos músicos brasileiros. Ano passado Tamie foi agraciada com uma homenagem realizada pelos grão-mestres do Japão pelo reconhecimento de seu trabalho para a divulgação da musica japonesa no Brasil.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Susana Cecília Igayara

 

É professora do Departamento de Música da ECA-USP desde 2004. Atua no campo do Canto Coral tanto em áreas teóricas do Repertório Coral e Musicologia, como na atividade prática de preparação técnica vocal de coros. É preparadora vocal do Studio Coral – Vozes Femininas, há seis anos é a preparadora vocal dos coros do Festival Música nas Montanhas, além de supervisionar o trabalho de técnica vocal dos coros comunitários do Comunicantus.

Como pesquisadora, dedica-se atualmente a um projeto em História da Educação, tendo por tema a produção escrita por mulheres sobre música na primeira metade do século XX. A obra sacra coral de Henrique Oswald foi tema de sua dissertação de mestrado. Entre seus principais objetos de estudo estão a música brasileira e o repertório coral internacional, analisados em artigos, cursos, palestras, comunicações, programas de rádio e notas de programa. Antes de integrar o corpo docente da Universidade de São Paulo, foi professora na Faculdade de Arte Santa Marcelina e Faculdade Mozarteum de São Paulo. Implantou e coordenou o Centro de Documentação Musical da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP). No Museu Lasar Segall, foi responsável pelo Núcleo de Estudos da Divisão de Música entre 1987 e 1997. No exterior, ministrou cursos e palestras na Universidade de Indiana em Bloomington, EUA, no Conservatório Nacional de Lisboa, Portugal e em San Juan, Argentina, além da participação em congressos.



Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Marco Antonio da Silva Ramos

 

 
Orientou sua carreira musical ao Canto Coral. Como regente titular de grupos corais, regente convidado, professor de regência, compositor e arranjador, é um dos mais destacados maestros de sua geração. Na USP, onde é Professor Livre Docente do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes, atua como regente titular do Coral da ECA-USP e do Studio Coral – Vozes Femininas. É ainda coordenador do Comunicantus: Laboratório Coral, centro de formação de novos regentes e cantores. Foi professor e membro da equipe de coordenação do Projeto Villa-Lobos e dos Painéis

Funarte de Regência Coral, ministrando cursos de formação por todo o Brasil.

Entre suas atividades internacionais, destacam-se suas atuações como regente convidado do Coro Infantil da Orquestra Filarmônica de Las Palmas de Gran Canaria, dos coros da Universidade de Indiana em Bloomington e do Coral do Conservatório Nacional de Lisboa. Por iniciativa da Central European Academy of the Arts, foi escolhido como regente do coro internacional formado por jovens que se apresentou em cidades da Hungria (Szombately e Köszeg) e Austria (Lokenhaus e Viena). É frequentemente convidado para júris de concurso, workshops e palestras, além dos concertos corais. Muito reconhecido como professor de regência, tem atuado no Festival de Verano de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha, e no Festival Música nas Montanhas, em Poços de Caldas. Pela importância de sua trajetória, desde 2008 é um dos biografados do Who´s Who in the World.



Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Marcos Júlio Sergl






Pós-doutor em Comunicações, Doutor e Mestre em Artes pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo-USP, atualmente é professor da Universidade de Santo Amaro-UNISA, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, da Faculdade de Tecnologia e Comunicação - FAPCOM e da Universidade Anhembi-Morumbi. Ainda na área de educação já foi docente do Centro de Estudos Musicais Tom Jobim, da Faculdade MOzarteum, da Universidade São Judas Tadeu e da Faculdades Integradas Paulista – FISP.

Aluno de Lydia Alimonda e Cláudio Brito em piano e Roberto Schnorrenberg, Robert Shaw e Hugo Ross em regência, participou de cursos de especialização na Áustria e Espanha. Com vasta experiência em regência coral, já dirigiu o Coro de Câmara de Recife, o Coral Bento de Nursia em Olinda, o Coral Villa-Lobos de Presidente Prudente, o Madrigal Vivace de São Paulo e o Madrigal Música Viva de São José dos Campos, tendo sido regente-assistente do Coral Lírico do Teatro Municipal de São Paulo. Atualmente dirige o Coral Cultura Inglesa de São Paulo e o Coral Vozes da Mooca.

Foi ainda presidente da Comissão de Música da Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo. Possui experiência na área de Comunicação, com ênfase em Rádio e Televisão; na área de Musicologia, particularmente em: cultura brasileira, música erudita brasileira, música popular brasileira e música sacra brasileira, se dedicando ao estudo e à restauração da música sacra paulista do século XIX. Áreas de atuação: Rádio e Televisão, Radiodifusão, Jornalismo e Editoração, Educação Artística, Regência, História da Música.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Parcival Módolo

 

Mestre (música do séc. XVII e XVIII) pela Westfälische Landeskirchenmusikschule (Alemanha) e Doutor pela University of Southern Califórnia (EUA). Na Alemanha regeu várias orquestras como convidado e foi titular da Orquestra de Sunden, Westfália. Entre seus professores estão alguns dos maiores nomes do cenário musical internacional: N. Harnoncourt, Zubin Metha, M. Stefani e S. Celibidache. Foi regente titular da Orquestra Sinfônica de Americana por 14 anos e professor da University of San Diego, Califórnia. Desde 1991, no Instituto Mackenzie, SP, é Coordenador Geral da Divisão de Arte e Cultura. É regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, SP, e seu atual Diretor Artístico, alem de atuar constantemente como maestro convidado frente as principais orquestras brasileiras. No exterior rege regularmente a orquestra nacional de Cuba, é “Gastdirektor” da Orquestra do Teatro da Ópera de Bielefeld, Alemanha, maestro visitante da Orquestra Sinfônica de San Diego, USA, e da Orquestra Sinfônica Jovem de Lima, no Perú, país onde também é consultor do Festival de Música da cidade de Cusco. É membro da ACDA (American Choral Directors Association) e nessa condição visita os encontros nos Estados Unidos, no Chile, na Argentina, Suíça e França.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Alberto Cunha





É pós-graduado em Música pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com mestrado na área de Canto Coral. É também bacharel em Física pelo Instituto de Física da USP, tendo realizado diversos projetos na área de Acústica Musical. Desde 1986 é regente do CoralUSP, onde ingressou como cantor em 1980.

Estudou harmonia com Elizabeth Rangel, contraponto e orquestração com Damiano Cozzella e regência com Benito Juarez. Participou do curso de Regência Orquestral do 2º Manfredonia Festival Arte (Itália), e do Curso Internacional de Interpretação de Música Antiga de Cambridge (Inglaterra).

Desempenha intensa atividade como compositor e arranjador. Seus mais de cem arranjos corais, principalmente de música popular brasileira, são cantados por coros de todo o Brasil.

Como regente, à frente do CoralUSP, do Madrigal Levare, do Instituto Teuto e do Coral Paulistano, realizou importantes obras do repertório coral, como a Missa K.139, de Mozart, a "Paukenmesse", de Haydn, o "Te Deum", de Charpentier, “As Sete Palavras de Cristo”, de César Franck, e "O rei Arthur" e “Dido e Enéas” de Purcell. Na área de música popular, dirigiu os projetos “Paulistano canta Beatles" e "Paulistano canta Queen", com ampla aprovação do público e da crítica. Com o CoralUSP, realizou ainda diversas primeiras audições em São Paulo, como o "Pai Nosso", de Janatchek, "Unum Deum", de Charles Camileri, e o " Réquiem", de Joseph Rheinberger.

Entre 2003 e 2007, foi assistente técnico-artístico do Coral Paulistano, do Teatro Municipal de São Paulo.

Desde 2010, é Diretor Artístico do CoralUSP, onde rege dois grupos corais.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

William Guedes






William Guedes formou-se em Composição e Regência pelo Instituto de Artes da UNESP, cursou Regência Coral na Universidade Livre de Música Tom Jobim, fez Aperfeiçoamento para Regentes Corais no Projeto Comunicantus da ECA/USP e participou do curso Cánticos Cantigas e Cantos na Universidade de Santiago de Compostela, Espanha.

Envolvido com o canto coral desde a adolescência vem atuando como regente coral em São Paulo desde 2002. Dirigiu grupos como Coral Cargill, Coral UniFAI, Grupo Vocal Godiva, coral Oficina, entre outros.

Em virtude da prática com a música vocal William iniciou em 2006 uma profícua colaboração no teatro paulistano como preparador vocal de elencos, diretor musical, e compositor de trilhas sonoras. Em 2006 foi selecionado para a tournée européia do “World Music Theatre Festival” da Holanda e ganhou o prêmio SHELL na categoria Melhor Música com o espetáculo “Bodas de Sangue” de Federico Garcia Lorca. Recebeu em 2007 e 2009 indicação para o prêmio FEMSA Coca Cola pela trilha sonora dos espetáculos “A Centopéia e o Cavaleiro” e “O Mistério do fundo do pote”. Em 2010 recebeu o Prêmio SHELL e o Prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro pela direção musical e trilha sonora de “Concerto de Ispinho e Fulô”. Concorre ainda para o ano de 2011, com o espetáculo “Nara”, ao prêmio SHELL na categoria Melhor Música e ao prêmio de teatro da Revista Contigo na categoria Melhor Musical Brasileiro.

William atualmente rege o coral “Verde em Canto”, da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, o coral “Brincar de Cantar” da Congregação de Santa Catarina e o “Coral dos Funcionários do TCMSP”.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Grupo Vocal da Classe de Regência Coral do Prof. Dr. Marco Antonio da Silva Ramos



A classe de Regência Coral reúne alunos de Regência e Licenciatura em Música da ECA-USP em atividade curricular. É o espaço de construção técnica e muitos alunos têm aqui seu primeiro contato com a direção coral. O curso de regência coral tem sido um caminho de profissionalização para muitos  desses jovens e entre os ex-alunos estão regentes em atividade no Brasil e no exterior.  Neste semestre o programa do curso teve como foco as Liebeslieder Walzer de Johannes Brahms e canções de Osvaldo Lacerda. A apresentação de hoje traz os alunos que mais se destacaram na regência e no acompanhamento ao piano.

Especial Encontro de Corais Comunicantus 2010

Studio Coral – Vozes Femininas





Em atividade desde 1993, hoje associado ao Comunicantus: Laboratório Coral do Departamento de Música da ECA-USP, o Studio Coral – Vozes Femininas dedica-se ao repertório camerístico e sinfônico. Colaborou com a Orquestra Sinfônica de Campinas, Orquestra Sinfônica de Santo André e Orquestra de Câmara da USP em obras originalmente escritas para coro feminino e orquestra, como As Uyaras, de Alberto Nepomuceno (orquestração de Francisco Mignone) e Sirènes, de Claude Debussy, as Folk Songs of the Four Seasons, de Ralph Vaughan Williams, entre outras.

Sediado na cidade de São Paulo, apresentou-se nas principais salas de concerto da capital, além de teatros, escolas e igrejas no Estado de São Paulo. Participou da Série Brasiliana, da Academia Brasileira de Música (RJ) e do Festival San Juan Coral, na Argentina, com apresentação especial no Salão Dourado do Teatro Colón. Entre os compositores brasileiros, destacam-se em seu repertório obras de Villa-Lobos, Francisco Mignone, Lorenzo Fernandez (integral para coro feminino), Alberto Nepomuceno (Missa em Ré menor), Henrique Oswald (obras sacras), além dos contemporâneos Osvaldo Lacerda, Ricardo Tacuchian e de seu próprio regente, Marco Antonio da Silva Ramos. Como parte da divulgação da música brasileira, tem incorporado ao seu repertório obras de jovens compositores. A professora Susana Cecília Igayara dedica-se à pesquisa de repertório, brasileiro e internacional, e é responsável pela preparação vocal.

quarta-feira, novembro 17, 2010

Apresentações

Nesta quinta-feira, 18 de novembro, dois dos coros Comunicantus se apresentarão.

Confira a nossa programação:

Apresentação fechada do Coral da ECA ao 12h30 para o Conselho de Graduação da USP na reunião do Conselho.



Convidamos a todos para a apresentação do Studio Coral - Vozes Femininas às 19h00 no XII  ENCONTRO  DE  CORAIS  DO  TCMSP. O evento é aberto ao público e é gratuito.

Localização: Plenário do TCMSP, 2º andar.
Avenida Professor Ascendino Reis, 1.130 - Vila Clementino - São Paulo - SP
Entrada pela Portaria A (principal)

quarta-feira, novembro 10, 2010

Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral da Cultura Inglesa


Iniciou suas atividades em 1981. Teve como regentes Celso T. Delneri (assistido por Maria José Carrasqueira), Celso Antunes, Juan Serrano, Graham Griffiths e Marta Herr. Desde 1994 está sob a regência de Marcos Júlio Sergl.

O Coral dedica-se à música sacra e secular, constando em seu repertório obras da renascença inglesa, west-end londrino, MPB e negro spirituals, além de repertório específico para a Quaresma e Cânticos de Natal. Criou e mantém o projeto “Cultura Inglesa Convida”, que visa a integração com outros grupos corais.

Entre outras obras, destacam-se no repertório o Oratório Saul de George Friederich Haendel, Missa em Fá de Emerico Lobo de Mesquita, Veni Sancte Spiritus de André da Silva Gomes, Missa em Sol Maior de Franz Schubert, Missa da Coroação de Wolfgang Amadeus Mozart, A Ceremony of Carols do compositor inglês Benjamin Britten, Te Deum e Jubilate, Magnificat e Nunc Dimitris de Henry Purcell, o Dixit Dominum e Gloria de Antonio Vivaldi, Stabat Mater de Pergolese.

Em março de 2001 lançou CD com obras inéditas de Tristão Mariano da Costa. Em maio de 2002 apresentou-se no Teatro Alfa juntamente com o Melbourne Chorale da Austrália. Na Páscoa de 2003 apresentou Três Horas de Agonia do compositor paulista Elias Álvares Lobo. Em 2004 apresentou o Requiem de Gabriel Fauré, o Te Deum do compositor inglês John Rutter e o Oratório de Nossa Senhora da Conceição de Elias Álvares Lobo. Em 2006, dedicou-se ao repertório de Wolfgang Mozart em comemoração aos 250 anos de nascimento do compositor. Ainda em 2006 participou do Festival Osvaldo Lacerda com repertório dedicado exclusivamente a esse compositor paulista. Em 2007 apresentou duas importantes obras de Elias Álvares Lobo: Três Horas de Agonia e Anunciação de Nossa Senhora da Conceição. Em 2008 participou, como coral convidado, do VIII Festival Nacional de Corais, em Recife, PE. Em 2009 apresentou-se em vários locais de São Paulo e interior, entre eles, o Palácio Maçônico do Grande Oriente de São Paulo, III ENACOPI-Encontro Nacional de Corais de Piracicaba e Teatro Municipal José Cyrino Goulart - Franca.

Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral da Terceira Idade da USP





O Coral da Terceira Idade da USP foi o primeiro dos coros comunitários em atividade no Departamento de Música. Depois da implantação do Projeto Comunicantus, em 2001, foi incorporado ao Laboratório Coral e desde lá vem ampliando suas perspectivas educativas e artísticas a cada novo ano.

Voltado ao público acima de 60 anos, o Coral faz parte do Projeto Universidade Aberta à Terceira Idade, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária. Com ensaios semanais, apresenta um repertório variado em estilos, sempre com a presença da música brasileira e escolhendo, a cada projeto, a exploração de um novo perfil de repertório.

Além das apresentações nos eventos organizados pelo Comunicantus: Laboratório Coral, tem sido convidado para se apresentar em encontros corais, como os do Mackenzie e da PUC, e em eventos ligados à promoção da saúde, lazer e bem estar do público de terceira idade, tanto sediados na USP, como nos mais variados espaços culturais da cidade. Em 2009, cantou na outorga do título de professora emérita do Instituto de Psicologia à Professora Dra. Ecléa Bosi, coordenadora do Projeto UATI e grande incentivadora do Coral. Neste ano, o Coral foi o tema do catálogo de atividades impresso pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, com fotos dos coralistas e da equipe de alunos regentes. Em 2007, em comemoração aos 10 anos do Coral da Terceira Idade, o Comunicantus: Laboratório Coral organizou um encontro de corais realizado no MASP.

Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral Universitário Mackenzie






Criado em 2005 pela Divisão de Arte e Cultura do Mackenzie, o Coral Universitário Mackenzie é parte do projeto de corais graduados da instituição, e nasceu, já, destinado às apresentações públicas, concertos coral-sinfônicos e de representação da universidade. É formado, em sua estrutura básica, por 50 acadêmicos-bolsistas da Universidade, escolhidos através de rigorosa seleção, e mais 30 colaboradores convidados. Desde sua estréia, dirigido pelo Maestro Parcival Módolo, apresenta-se regularmente em concertos tanto no próprio Mackenzie quanto fora, em concertos a cappella ou acompanhado de importantes orquestras brasileiras.

Além de peças corais de diversos períodos e estilos, seu repertório inclui grandes obras corais-sinfônicas como as Vesperae Solennes de Confesore e o Réquiem de W. A. Mozart; o Nänie de J. Brahms; o Gloria de J. Rutter; a Carmina Burana de C. Orff; os Motetos de H. Purcell; a Sinfonia Nº 9 de L. von Beethoven; o Gloria e o Beatus Vir de A. Vivaldi; a Missa Festiva de J. Leavit; os Chichester Psalms, de Leonard Bernstein; o Requiem de G. Fauré; a cantata Die Erste Walpurgisnacht de Mendelssohn; o Te Deum de Bruckner, dentre outras.





Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

CoralUSP





Fundado em 1967 por Benito Juarez, o CoralUSP reúne hoje um número de aproximadamente 650 cantores, distribuídos em grupos e oficinas corais.

Em 1989, o CoralUSP passou a fazer parte da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo.

Sua trajetória inclui turnês pelo exterior, premiações da Associação Paulista de Críticos de Arte - APCA e inúmeras apresentações em diversas cidades brasileiras, realizando concertos em teatros, festivais, igrejas, parques, universidades, rádio e TV.

Aclamado pelo público e a crítica especializada, o CoralUSP desenvolveu, ao longo de sua existência, um estilo próprio sintonizado com sua época, em que as linguagens do erudito e do popular convergem e apontam um novo caminho para a música coral brasileira.

Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral dos Funcionários do Tribunal de Contas do Município de São Paulo








O Coral dos Funcionários do TCMSP foi criado em 1993. O grupo passou a se reunir no horário do almoço para os ensaios com o intuito de promover uma atividade relaxante e prazerosa em meio à rotina de trabalho. Em pouco tempo, além de representar um importante momento de descontração e interação para os servidores, o coral passou a integrar, com sua música, a maior parte das solenidades e eventos que se promovem dentro do TCMSP em colaboração com o cerimonial e a presidência da casa.

Atualmente o Coral recebe convites para apresentações também fora do TCMSP, em órgãos ligados à prefeitura de São Paulo, em encontros de corais, missas e eventos variados. Além disso promove anualmente, no “Plenário Paulo Planet Buarque” na sede do TCMSP um encontro de corais que teve em novembro de 2010 sua décima segunda edição.

O repertório é formado predominantemente por obras da música popular brasileira em arranjos a quatro vozes e muitas vezes com acompanhamento instrumental; conta também com parte do repertório tradicional do canto coral à capela como obras sacras, natalinas, folclóricas e música antiga.

O coral tem atualmente 23 integrantes e é dirigido pelo maestro William Guedes desde a sua criação.






Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral Escola Comunicantus




O Coral Escola Comunicantus, um dos coros comunitários do Laboratório Coral do Departamento de Música da ECA-USP, é formado por coralistas leigos e tem entre seus integrantes alunos, funcionários, professores da USP, além de membros da comunidade externa. A ideia de coral-escola pressupõe que todas as atividades são educativas, tanto para os coralistas como para a equipe de alunos de graduação e pós-graduação que realiza o trabalho, dentro de uma concepção de equipe pedagógica, sob coordenação e supervisão dos professores Marco Antonio da Silva Ramos e Susana Cecília Igayara. Dessa forma, os alunos alternam-se nas funções musicais (regência, escolha de repertório, preparação vocal, composição e arranjo, canto e instrumentos, de acordo com suas habilidades e interesses específicos), e também nas funções estruturais (produção, planejamento e avaliação de atividades, organização de eventos). A equipe do Coral Escola é formada por alunos matriculados na disciplina Práticas Multidisciplinares em Canto Coral, que busca ser um espaço laboratorial de formação ampla em Canto Coral para alunos de todos os níveis e todas as habilitações da graduação em música. O coro já se apresentou no Auditório do Museu de Arte de são Paulo, no Anfiteatro Camargo Guarnieri da USP, em Casas de Cultura da Prefeitura Municipal de Diadema e em diversos institutos da própria USP.


terça-feira, novembro 09, 2010

Especial Festival Comunicantus de Corais 2010

Coral da ECA-USP




Formado principalmente por estudantes em atividade curricular, o Coral da ECA-USP apresentou-se em eventos internacionais e nacionais de renome, como o Festival Música Nova de Santos, o Festival de Inverno de Campos do Jordão e a Bienal de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro. Em São Paulo, apresentou-se em salas com significativa programação musical, como o Grande Auditório do MASP, o Teatro de Cultura Artística, Memorial da América Latina, Museu Lasar Segall, Museu da Casa Brasileira, Igreja São Luís, Pinacoteca do Estado, Teatro Municipal, Universidade Mackenzie, além dos espaços da USP, tanto em concertos no Anfiteatro Camargo Guarnieri, Auditório do Depto. de Música e Museus, como em atividades acadêmicas. Realizou primeiras audições de obras de compositores uspianos (professores e alunos), como Willy Correa de Oliveira, Gilberto Mendes, Mario Ficarelli, Marco Antonio da Silva Ramos, Paulo César Chagas, Sílvio Ferraz entre outros. Teve como regentes Klaus Dieter Wolff, Celso Delneri, Samuel Kerr, Henrique Gregori, Gil Jardim e, desde 1981, é regido por Marco Antonio da Silva Ramos. Em seus 36 de existência, o Coral da ECA-USP apresentou-se com a OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, A OSUSP - Orquestra Sinfônica da USP, OSMSA - Orquestra Sinfônica Municipal de Santo André, a OCSP - Orquestra de Câmara de São Paulo e a OCAM - Orquestra de Câmara da USP.

quarta-feira, novembro 03, 2010

Festival Comunicantus de Corais 2010 abre as comemorações de aniversário do Laboratório

      O Comunicantus: laboratório coral do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP completa 10 anos em 2011 e já inicia as festividades para comemorar o aniversário com o Festival Comunicantus de Corais 2010.

      O Festival acontece nos dias 2,3 e 4 de dezembro com apresentações de 10 coros da cidade de São Paulo, sendo seis deles coros do próprio Laboratório. O repertório desta edição do Festival está bem diversificado, fazendo parte valsas de Johannes Brahms, música popular brasileira, além de grandes obras da música internacional, como Glória de Vivaldi e Réquiem de Fauré.

      O primeiro dia de festival, dia 2, contará com a apresentação do Coral da ECA-USP e com o Coral da Classe de Regência. Este último terá o diferencial de que cada peça será regida por um membro do próprio coro. No dia 3, sexta-feira, se apresentarão no palco do MASP Coral Escola Comunicantus, CoralUSP, Coral Universitário do Mackenzie e Coral do Tribunal de Contas do Município de São Paulo. Fechando o Festival, no dia 4, sábado, se apresentarão Studio Coral, Coral da Terceira Idade da USP e Coral da Cultura Inglesa de São Paulo.

       As apresentações começam às 20:30 nos dias 2 e 3 e sábado, dia 4, iniciam-se às 19:30. O valor do ingresso é de R$10,00, sendo estudantes, professores e aposentados pagantes de meia entrada. O Festival Comunicantus de Corais 2010 acontece no MASP, Avenida Paulista, 1578.

      Para maiores informações, entre em contato conosco pelo telefone 3091-4005 ramal 210 ou pelo e-mail comunicantus.secretaria@gmail.com.