terça-feira, setembro 20, 2016

O Comunicantus recebe o Hollands Vocaal Ensemble e seu regente Fokko Oldenhuis em Outubro para concerto conjunto


Como parte de um programa constante de internacionalização do canto coral, em Outubro de 2016 o Comunicantus recebe o  Hollands Vocaal Ensemble, atuante grupo de câmara holandês, para um concerto conjunto com o Coro de Câmara Comunicantus. 







09/10 - 16:30 - CONCERTO BRASIL-HOLANDA de Repertório coral de câmara
Local: Igreja Batista Alemã de São Paulo
Rua Maestro Cardim, 408
(Perto da estação de metrô Vergueiro - linha azul)
Possui estacionamento - R$10,00 - preço único

Observação: havíamos divulgado anteriormente uma programação de palestras que foi cancelada por motivo de força maior, portanto a programação do regente e do coro estarão concentradas neste único concerto. 

Atividade aberta ao público e gratuita
Organização conjunta do Comunicantus: Laboratório Coral e Igreja Batista Alemã de São Paulo

Hollands Vocaal Ensemble
Coro de Câmara Comunicantus


Sobre a programação: 

Um coro brasileiro (Coro de Câmara Comunicantus) e um coro holandês (Hollands Voccal Ensemble Amsterdan) apresentam suas interpretações de músicas dos próprios países e também do repertório internacional para coro de câmara. 

Além dos repertórios próprios, os dois coros se unem para interpretar, sob regência de seus diretores, obras que serão ensaiadas em conjunto especialmente para este concerto. 

O Hollands Vocaal Ensemble Amsterdan interpretará tanto compositores conhecidos como Mendelssohn-Bartholdy Sweelink, Eric Whitacre e Arvo Part, como compositores menos conhecidos no Brasil, entre eles Van Dorp e Sviridov. 

Sob regência de Marco Antonio da Silva Ramos, os coros apresentarão "Cantares", de Ronaldo Miranda,  professor de composições do CMU. Sob regência de Fokko Oldenhuis, os dois coros apresentarão o Kyrie da Missa Brevis  de Ton de Leeuw. 
Fokko Oldenhuis e Marco Antonio da Silva Ramos
no Kurt Thomas Cursus 

Além disso, o Coro de Câmara Comunicantus apresentará, sob regência de Oldenhuis, "Sofeggio", de Arvo Part  e Abendlied de Rheinberger, entre outros. 

O programa, portanto, está montado a partir de dois diálogos: o primeiro,  da música brasileira com a holandesa, e o segundo, da composição coral contemporânea com a tradição coral ocidental. E como parte da ideia de internacionalização do canto coral, os dois grupos também passarão por repertórios internacionais de outros países. 

Para saber mais: 

O Hollands Vocaal Ensemble é um coro de câmara que iniciou suas atividades em 1985 e desde 1998 é regido por Fokko Oldenhuis. Com obras de compositores holandeses comissionadas pelo coro, o Hollands Vocaal Ensemble mantém uma atividade constante de apresentações e colaborações com outros grupos musicais. Seu amplo repertório abarca desde a Renascença até composições contemporâneas e várias tradições da música europeia. 


Promoção:
Comunicantus: laboratório Coral e GEPEMAC Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares nas Artes do Canto

Equipe de organização: 
Marco Antonio da Silva Ramos
Susana Cecilia Igayara-Souza
Fred Teixeira
Letícia Skaidrite Kriger
Denise Castilho
Doris Körber

Agradecimento:
Igreja Batista Alemã de São Paulo



sexta-feira, setembro 09, 2016

Tese sobre regência coral infantojuvenil recebe menção honrosa no Prêmio Tese Destaque USP 2016

Ana Lucia Iara Gaborim Moreira recebeu menção honrosa na edição 2016 do Prêmio Tese Destaque da USP para a área de Linguística, Letras e Artes.

O título do trabalho, orientado por Marco Antonio da Silva Ramos no programa de Música da ECA-USP,  é  Regência coral infantojuvenil no contexto da extensão universitária: a experiência do PCIU”.

O prêmio Tese Destaque da USP foi concedido a 25 doutores de 9 áreas do conhecimento. Os critérios para premiação consideraram a originalidade do trabalho, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação, e valor agregado ao sistema educacional.

Ana Lúcia e Marco Antonio ao final da defesa de Doutorado
O trabalho de Ana Lucia Gaborim Moreira partiu de uma pesquisa social com 52 regentes que identificaram características, desafios e dificuldades de ordem social e técnica no desenvolvimento de seus grupos e ofereceram dados sobre o atual contexto em que a atividade coral é realizada.

A partir desses dados, foram eleitos três focos de pesquisa bibliográfica: a própria Regência, a Técnica Vocal e a Educação Musical. Seguiu-se uma discussão sobre elementos estruturais dos coros e sobre os aspectos de um planejamento em canto coral.

A pesquisa-ação foi realizada a partir do PCIU!, Projeto Coral Infantojuvenil da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, onde Ana Lucia Gaborim Moreira atua como docente no curso de Licenciatura em Música.

As dificuldades relatadas pelos colegas regentes corais serviram de pano de fundo permanente ao processo reflexivo e interagiram com as práticas do PCIU!, em uma pesquisa coesa que uniu teoria e prática e se consolidou em um trabalho artístico de performance musical.

Apresentação do PCIU! e do Coro de Câmara Comunicantus no Encontro de
Coros realizado em Agosto de 2016 no Teatro Glauce Rocha, em Campo Grande.
À esquerda, Ana Lúcia Gaborim Moreira (regente do PCIU!).
Na regência, Marco Antonio da Silva Ramos

Em novembro, o trabalho será apresentado e discutido no GEPEMAC – Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares nas Artes do Canto, quando Ana Lúcia Iara Gaborim Moreira fará uma palestra sobre a tese, com apresentação do orientador Marco Antonio da Silva Ramos, ambos participantes do grupo, aberta a perguntas no final. Em breve confirmaremos a data de realização da palestra.

A tese já se encontra disponível da Biblioteca digital da USP e pode ser acessada aqui: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27158/tde-06092016-113253/pt-br.php

A lista completa dos premiados encontra-se em: