sexta-feira, setembro 28, 2018

Duas semanas intensas no Comunicantus!




O Comunicantus: Laboratório Coral do Departamento de Música da ECA-USP, está com duas semanas de intensas atividades. Apresentações corais, visita do compositor e regente convidado Jean Kleeb e defesa de dissertação de Mestrado. Veja abaixo e programe-se para participar!

CONCERTOS/VIAGEM

O CORO DE CÂMARA COMUNICANTUS apresenta-se no Festival Internacional de Coros de Maringá, de 27 A 29 de setembro, com dois programas: "Dizer numa canção" e "Coro de Câmara canta obras sacras".



Além das apresentações, o regente Marco Antonio da Silva Ramos participa da programação com palestra e workshop de Regência Coral. Veja o site do evento: http://www.ficmaringa.com.br/INGRESSOS/






O CORAL DA ECA-USP apresenta-se no Festival de Coros Adultos, promovido pelo Coral Paulistano no Theatro Municipal de São Paulo, ao lado de outros coros universitários.

Ingressos: Festival de Coros Adultos

30/09, 11h (Domingo)









CORAL UNIVERSITÁRIO COMUNICANTUS, CORO DE CÂMARA COMUNICANTUS, CORAL DA ECA-USP e CORAL DA SOCIEDADE FILARMÔNICA LYRA (convidado), apresentam-se na Semana Brasil-Alemanha, com o regente convidado Jean Kleeb. Além do repertório trabalhado na semana, os grupos apresentarão seus repertórios, formados, para este programa por obras brasileiras e alemãs. Veja a programação completa em: https://www.facebook.com/events/1073274216181169/

09/10, 20h (3a feira)
Espaço das Artes. Rua da Praça do Relógio, 160. Cidade Universitária, Butantã, S. Paulo.











DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO:


10/10, 9h 
(4a feira)

Local: Sala de aprendizado eletrônico – Prédio central da ECA-USP, 1º andar

Denise Castilho de Oliveira Cocareli       

A obra coral de Lindembergue Cardoso (1939-1989) com notação não tradicional

Nível: Mestrado

Programa/ Linha de pesquisa: Processos de Criação Musical / Questões interpretativas


Banca:
Susana Cecilia Igayara-Souza (USP - orientadora)
Paulo Moura (UNESP)
Yara Caznok (UNESP)

Resumo:

Nosso trabalho tem como objetivo identificar, investigar e analisar, a partir da notação musical não tradicional, questões interpretativas relacionadas a produção coral do compositor Lindembergue Cardoso (1939-1989). Como parte dos procedimentos metodológicos, realizamos pesquisa documental e bibliográfica para o levantamento da produção coral a partir dos catálogos existentes que se referem ao compositor. Levantamos um total de 81 obras corais e, após a visita a diversos acervos para a localização das partituras das obras, com destaque para o Memorial Lindembergue Cardoso – localizado na Universidade Federal da Bahia –, identificamos 30 obras que fazem uso de novas grafias e que constituem o corpus de nossa pesquisa. Nos dois capítulos iniciais do trabalho apresentamos a trajetória coral do compositor e aspectos selecionados das práticas corais internacionais do século XX, com ênfase nas mudanças ocorridas a partir de 1950, bem como a conexão dessas mudanças com os movimentos brasileiros de vanguarda, com destaque para o Grupo de Compositores da Bahia, do qual L. Cardoso foi membro-fundador. O terceiro capítulo traz conceituação teórica da notação musical não tradicional aplicada às obras analisadas e apresenta tabelas que contêm todos os símbolos notacionais não tradicionais encontrados no corpus da pesquisa, com seus respectivos significados. O quarto capítulo é composto pelo índice cronológico comentado, no qual apresentamos todas as obras da pesquisa, destacando aspectos estruturais, contextuais e notacionais. No quinto capítulo tratamos das sonoridades vocais exploradas nas obras e apresentamos o relato de experiência sobre o trabalho de montagem da peça Caleidoscópio Op. 40, com o Coral da ECA-USP, no qual atuamos como regente assistente. Propusemos uma discussão, a partir do ponto de vista do regente coral, sobre questões relacionadas à prática interpretativa desse tipo de repertório, tais como: a forma de leitura de partituras com novas grafias pelo coralista de hoje; como é construída a relação dos intérpretes com uma estética pouco familiar; e quais os processos de preparação e ensaio para execução de obras com caráter experimental.








quinta-feira, setembro 13, 2018

Coro de Câmara no FIC-Maringá



O Coro de Câmara Comunicantus participará da XXII edição do Festival Internacional de Corais de Maringá, que será realizado durante os dias 27, 28 e 29 de setembro no município paranaense. A participação tem apoio da Pró-Reitoria de Graduação, da ECA-USP e do CMU-ECA-USP.

O festival, criado pelo maestro Marcus Geandré Nakano Ramiro e pelo Cobra Coral de Maringá, há 22 edições oferta aos coros a oportunidade de gerar intercâmbios de conhecimento, repertório e congregação entre os diversos povos brasileiros de diferentes regiões e de outros países da América Latina, gratuitamente e sem qualquer competitividade. Em todas as edições um coro de referência é convidado para contribuir com o festival. No ano passado o convidado foi o Coral Universitário Mackenzie-SP e seu maestro Parcival Modolo.


         
  Neste ano o convidado é o Coro de Câmara Comunicantus, que tem Marco Antonio da Silva Ramos como regente titular.  Marco Antonio também fará uma palestra e conduzirá uma oficina para regentes como parte das atividades do festival. O grupo vai cantar arranjos de música popular brasileira e internacional, além de obras de Franz Liszt e Ernest Mahle.



                 

        Coro de Câmara Comunicantus foi criado em 2013, como parte das atividades do Comunicantus: Laboratório Coral do Departamento de Música da ECA-USP. É formado por bolsistas de graduação do Programa Unificado de Bolsas da USP e volta-se para o ensino e a prática da performance coral.


Participou de diversas atividades do Programa de Internacionalização do Canto Coral, recebendo regentes do Reino Unido, Alemanha, Holanda, Hungria e apresentando-se com especialistas do repertório camerístico desses países. Na divulgação da música brasileira, o Coro de Câmara já cantou obras dos compositores do Departamento de Música da ECA-USP (Gilberto Mendes, Ronaldo Miranda, Silvio Ferraz Mello e Marco Antonio da Silva Ramos) e tem apresentado obras de outros compositores contemporâneos em atividade, como Ernani Aguiar e Claudia Alvarenga, além dos importantes compositores de nossa história, como Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Lindembergue Cardoso, Osvaldo Lacerda, Henrique Oswald, muitas vezes preparando novas edições especialmente para a performance do coro.